Anúncio

Agentes da Guarda Municipal de Feira vão atuar no combate à violação dos direitos de crianças e adolescentes

Serviço será lançado no período da Micareta; profissionais já estão preparados

A atuação de guardas municipais especializados para combater a violência em crianças e adolescentes é uma das novidades na Micareta 2024. O trabalho será desenvolvido por meio das secretarias municipais de Desenvolvimento Social (Sedeso) e Prevenção à Violência (Seprev), e mais o Conselho Tutelar. 

Serão disponibilizados para esse serviço, guardas municipais com formação na área da assistência social e duas viaturas personalizadas com a temática infantil.

“Os profissionais já se encontram preparados para começar a atuar na Micareta”, afirma o secretário de Prevenção à Violência, Moacir Lima. 

O titular da Secretaria de Desenvolvimento Social, Denilton Brito, afirma que a ação em conjunto entre guardas municipais e equipes da assistência social visa manter a relação de proximidade com a comunidade feirense.

“Essa é uma estratégia de segurança para proteção de crianças e adolescentes. O intuito é combater qualquer tipo de violação dos direitos desse público alvo”, explica.

Denilton Brito acrescenta que a atuação da Guarda Especializada será semelhante aos serviços prestados pela Patrulha Maria da Penha nas ocorrências de violência doméstica em mulheres, e a Patrulha Escolar, que realiza trabalho preventivo nas escola. 

OBSERVATÓRIO

Ainda para combater à violação dos direitos de crianças e adolescentes, o Conselho Tutelar estará com pontos de observação no circuito da Micareta.

“Os conselheiros tutelares estarão atentos para recolher crianças perdidas, que sofreram agressão ou foram vítimas de exploração sexual e do trabalho infantil”, destaca Denilton Brito.

Serão 20 conselheiros tutelares trabalhando na festa, tendo como base fixa o Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães. Neste local a Prefeitura de Feira está montando dois espaços para acolher crianças.

“Em uma das salas vamos ofertar assistência às crianças vítimas de violação de direitos e a outra é para acolher os filhos de catadores de latinhas e de materiais recicláveis [todos eles previamente cadastrados] e as crianças que se perderam dos seus responsáveis no circuito da Micareta”, pontua o titular da Sedeso.

Fonte Secom/PMFS
Próxima postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue por categoria